sexta-feira, 30 de junho de 2017

Nova York com criança!! PARTE I

Gente, cá estou, não vou nem me justificar, porque né? rsrs

Essa semana recebi um e-mail bem legal de alguém que leu o post sobre viagem, e resolvi ir postando aos poucos mais sobre nossas viagens, quem sabe é útil para mais pessoas né. Apesar que em terra de youtube escrever/ler é luxo...rsrs. Tenho planos para isso, aguardem.
Vou dar continuidade aos posts sobre viagens, como disse no anterior, nossa primeira viagem ao exterior fizemos Nova York 4 dias e Orlando 18 dias, e nesse post vou falar de NY. Então senta comigo que lá vem história, vou tentar contar como foi a experiência, o que fizemos, dicas, a partir do que foi pra nós, mas é claro que não podemos esquecer, que tudo aqui postado, nós passamos, e não quer dizer que vai ser a mesma experiência pra vocês. Mas, pode ser útil.
Chegada: Nós chegamos a NY pelo Aeroporto International de Newark, esse aeroporto não é tão grande e é mais simples pegar as mala, chegar lá fora. Confesso que não achei o lugar muito amistoso. Ao sairmos fomos direto pegar um táxi, e como bons brasileiros que somos, qual a primeira coisa que quisemos fazer ? Compras (risos). Pois bem, pegamos o táxi e partimos direto pro Jersey Gardens (J.G.), com mala e tudo mais. 
Táxi no Aeroporto: ponto importante sobre o táxi, talvez seja mais interessante alugar um carro para devolver em Nova York (se for o caso, de ficar em NY), ou pelo menos acertar o valor antes com o taxista, nós não nos preocupamos com isso, e iludidos de que não seriamos passados para trás, e como o J.G. era muito próximo do aeroporto, achamos que seria mais vantajoso o táxi até o shopping e do shopping para NY, não foi o caso, vou explicar. Pegamos o táxi e não perguntamos quanto ficaria, e não percebemos que o taxímetro não estava ligado, desembarcamos no J.G., e ao perguntarmos o valor (de um trajeto de 10' talvez), caiam pra trás comigo, US$ 90 dólares, nossa reação foi - What 😱??? Nós pagamos e passamos o resto da noite pensando/sofrendo...hahahaha
Jersey Gardens: Nós amamos o shopping, estava extremamente tranquilo, não sei se pelo o horário (era umas 20h) ou dia da semana, sei que estava muito tranquilo. O problema foi o nosso cansaço mesmo, não pensamos que o "bebê" estaria muito cansado, que nós estaríamos mortos e não aguentaríamos uma "noitada de compras". Chegando lá primeira coisa que fizemos foi pegar um carrinho de malas, sim, eles tem carrinhos de mala (risos), tipo esses de aeroporto, e isso é maravilhoso, se você estiver partindo ou chegando, isso ajuda muito, você coloca a moeda e voilá tem o carrinho. Feito isso partimos para a praça de alimentação, basicamente como a do nosso shopping, só que mil vezes mais vazia, fizemos uma refeição descente e fomos às compras. O E.F estava no carrinho no conforto dele, tranquilo, e nós fazendo compras sossegados. Mais um ponto positivo de levar o carrinho do Brasil (se você já tiver um), é muito mais fácil fazer compras com ele no carrinho do que ele solto na loja, verdade seja dita, quem tem criança de 3 anos sabe, eles não param, e aquelas araras é um mundo de diversão para eles (risos). Mas foi sucesso, com o carrinho. Sobre o shopping. - Ponto Positivo: O J.G. é ótimo, tinha muitas lojas boas, lojas de marcas, lojas de departamento com muitas marcas, e o melhor de tudo, os preços, essa foi a melhor parte, os preços, acreditem se ao voltar de Orlando passasse por lá, não teria feito compras em Orlando, o J.G. é muito melhor, em qualidade e conforto, não tem aquela muvuca louca dos outlets, você consegue ver as coisas, as lojas, são normais, como nosso shopping (no post de Orlando vão entender). E tem uma super vantagem que não tem nos outlets de Orlando, quando fomos, compras até US$ 150 dólares em vestuário não tem a famosa taxa  de 7%, em NY isso também existe. O que já compensa muito. Comprou em uma loja, não atingiu US$ 150 não tem acréscimo da taxa. - Ponto Negativo: O J.G. Fica em New Jersey, e não é piada (risos), não é perto, e a menos que você vá passar muitos dias em NY e consiga separar um dia só pra isso, só da pra ir, na chegada ou na partida, o que se torna bastante incomodo, porque, na chegada, você provavelmente estará cansado, como nós estávamos. Não conseguimos aproveitar, nem chegamos a ir em todas as lojas, a explorar bem o shopping, fizemos pouquíssimas compras. E na partida, tem o inconveniente de ter que correr para chegar no horário no aeroporto, nós, apesar de termos partido do Newark não conseguimos ir ao J.G. porque nosso voo partia as 14h, ou seja, impossível chegar no aeroporto ás 12h e fazer compras antes disso. Portanto, é excelente, mas dependendo de quantos dias vá ficar, a localização é um problema.
Indo para NY: Enfim, depois de algumas horas no J.G. saímos para ir a NY, dessa vez um pouco mais expertos em relação ao táxi, logo quando sai do shopping para a área de embarque e desembarque tem uns táxis, dessa vez, marido foi falar com um taxista e acertar valor, e nós ficamos esperando na porta do shopping, não sei o que foi, mas surtiu efeito o marido ir sozinho, agora fiquem pasmos comigo (ashuashaush), quanto o táxi nos cobrou quase 23h para nos levar até NY, um trajeto de 40' +/- ?? US$ 70 dólares, isso mesmo, US$70 dólares, nos deixou na porta do nosso hotel, foi bastante atencioso, a não posso esquecer esse trajeto tem pedágio, perceberam como fomos passados pra trás no trajeto aeroporto-shopping? Resumindo, gastamos ai US$ 160 dólares de táxis, por não termos sido atenciosos com o primeiro táxistas, e não termos pesado melhor isso antes, por isso disse, é bom avaliar custo-benefício, pra nós com certeza teria sido mais vantajoso $$ alugar um carro e devolver em NY no mesmo dia do que pegar dois táxis.
Mas o importante é que no fim das contas tudo deu certo, chegamos no hotel em segurança e prontos para descansar (risos).

Para não ficar muito longo, vou parando por aqui e continuo nossa aventura em próximos posts.

Espero que gostem, até a próxima.  =*


Nenhum comentário:

Postar um comentário